Imersão nas relações étnico-raciais

1testeCdE2017

Curso de Extensão em História e Cultura Africana, Afro-brasileira e Indígena

Titulo: Imersão nas relações étnico-raciais: Busca da equidade racial no Brasil

Investimento: R$ 150,00 à vista, R$ 85,00 em 2x ou R$ 60,00 em 3x.

Público: Iniciativa Privada, Pública, Terceiro Setor

Duração: 40 horas ( dividida em 4 encontros – sexta 20/10, das 19 às 22h e sábado 21/10, das 9 às 18h ; repetindo na sexta 27/10 e sábado 28/10. Com atividades complementares, online, avaliação final e frequencia de 75% presencial para garantir certificação.

Justificativa:

Diante dos resultados apresentados com as últimas avaliações da prova Brasil (2015), dos números do INEP, constatamos avanços na educação, mas também estagnações e até retrocessos, especialmente no que diz respeito à busca por equidade racial num país pluriétnico. O resultado da pesquisa do Fundo Baobá, por exemplo, uma entidade sem fins lucrativos, aponta que a maioria das crianças Negras (le-se Indígenas também) estão fora da escola ou já passaram por, pelo menos, uma reprovação escolar.

Nosso projeto visa atender as necessidades de educadores, nos mais variados espaços de Educação e Cultura, para que encontrem os meios de integrar, interagir e emancipar as crianças e jovens que estão fora das atividades educativas.

Não é possível falarmos de Educação de qualidade no país, sem reduzirmos as desigualdades existentes entre os educandos. É preciso que as crianças, jovens e adultos entendam como o Brasil se constitui, historicamente, nas diversas relações étnicas, culturais, e quais as contribuições advindas dessas relações. A cultura da Paz e fortalecimento das instituições educacionais e culturais virá a partir de mudanças de paradigmas nas relações interpessoais e sociais.

Objetivos:

Dar protagonismo as crianças e jovens, nos vários espaços educacionais, escolas públicas ou privadas e diversas instituições culturais, para que produzam conhecimento e relações cidadãs, a partir da perfeita interação entre os diferentes agentes da sociedade, independentemente da raça, credo, gênero, condição social.

Para tanto, é preciso investir numa educação transformadora, democrática, desde os primeiros anos da vida educacional de cada indivíduo.

Oferecemos diferentes formas de abordagens e metodologias de trabalho, com fins de atingir, pelo menos mais diretamente, os 3 objetivos de desenvolvimento sustentável propostos pela ONU:

Educação de Qualidade (4);

Redução das Desigualdades (10);

Paz, Justiça e Instituições Fortes (16).

Metodologia:

Nesse curso abordaremos conhecimento sobre história da África, com experiências compartilhadas com Senegal. Estudo mais aprofundado sobre a história e cultura afro-brasileira e indígena, teoria e práticas pedagógicas, com diversos exemplos de iniciativas positivas no cumprimento da Lei 11.645/08 (LDB). Apresentaremos ações afirmativas parceiras, como EMEI Nelson Mandela; CECIs (ESCOLAS DE ENSINO INDIGENA de SP) ; Projeto 100 Meninas Negras; AfroEducação, BibliASPA, ApropriArte; NMK (Núcleo Maximiliano Kolbe, em Direitos Humanos); CasIlêOca; e diversos artistas que realizam poesia, música, performance, teatro, cinema, e conosco atuam em diferentes momentos e projetos.

Desenvolvemos um modelo único de formação para educadores, valorizando a cultura da Paz, sem partidarismos e militâncias. Unimos conhecimento e desenvolvimento de jogos educativos, adotando metodologias como sala de aula invertida, tutorias e comunidades de aprendizagem, buscando a compreensão do respeito pela natureza e o homem, numa visão cosmológica e humanista.

Carga horária: 40 horas (Divididas em 4 dias presenciais, totalizando 22h, mais 18 horas online)

Dias: 20/10/2017; 21/10 – 27/10 e 28/10/2017

Horário: Duas sextas, das 19 às 22h e Dois sábados, das 9h às 18h

Certificação: Apropriarte / EtnicoEduc (Educação para as Relações Étnico-Raciais)

Certificado entregue mediante envio das atividades online, no prazo estipulado pela turma, e

Frequencia de, no mínimo, 75% das atividades presenciais

Curso dividido em 4 Módulos:

I Módulo: Presença Indígena no Estado de SP

dia 20/10 – das 19h às 22h

II Módulo: História e Cultura Indígena no Brasil

dia 21/10 – das 9h às 18h

III Módulo: Herança Africana

dia 27/10 – das 19h às 22h

IV Módulo: História e Cultura Afro-brasileira

dia 28/10 – das 9h às 18h

Em todos os módulos teremos apresentação expositiva e atividades práticas/pedagógicas.

Participação online contará com a produção (ideia) de uma atividade a ser desenvolvida na escola e/ou no espaço educacional ou cultural, sobre as temáticas trabalhadas em cada dia do curso, encaminhada por e-mail.

Ao realizar a inscrição (ficha de inscrição online) o (a) participante receberá no dia do primeiro encontro: programa do curso + bibliografia recomendada + bloco de notas e caneta.

Em cada dia de encontro presencial faremos um café compartilhado.

Pauta do Curso:

1º dia: 20/10/17

19h – Credenciamento/ entrega do material do curso

Acolhimento – Café compartilhado

19h30 Início das atividades até às 22h

Presença indígena no Estado de SP

Estudo de caso – contato com os Guarani Mbya do município de SP

2º dia: 21/10/2017

9h – Estudo sobre os povos indígenas no Brasil a partir de trabalhos antropológicos e indigenistas.

11h – café compartilhado

11h15 às 13h – Apresentação de jogos educativos e literatura indígena.

Intervalo para almoço.

14h – Apresentação dos Centros de Educação e Cultura Indígena do município de SP

Uma outra visão sobre espaços pedagógicos

Valorização dos idiomas indígenas

16h – Café compartilhado

16h15 às18h – Produção arte-visual dos povos originários do Brasil e da América do Sul.

Intervenção artística (roda de canto e dança indígena)

Teremos parceiros expondo produtos voltados para a temática indígena.

3º dia: 27/10/2017

19h – Acolhimento e café compartilhado

19h30 – Reinício das atividades até às 22h com o Sarau da Poesia Preta: de Lá e de Cá

4º dia: 28/10/2017

9h – Conhecimentos gerais sobre o continente africano no século XVI e a diáspora

Presença negra no Brasil Colonial e Formação do Povo Brasileiro

11h – café compartilhado

11h15 às 13h – Produção historiográfica a cerca dos 400 anos de escravização no Brasil: resistência negra

*Orientação para atividade com os símbolos Adinkras, – oficina pedagógica

Intervalo para almoço.

14h – Processos de independência na África e o Pan-Africanismo

Políticas de Representação e o Imaginário da Mulher Negra no Brasil

16h – Café compartilhado

16h15 às 18h – Oficina da Abayomi

Outros referenciais de jogos pedagógicos, bibliografias, materiais áudio-visuais.

Avaliação do curso/ Encerramento

Intervenção artística (pocket show com som africano)

Teremos parceiros expondo produtos voltados para a temática negra.

PARA REALIZAR A INSCRIÇÃO É PRECISO ENTRAR EM CONTATO COM A APROPRIARTE, PELO EMAIL ARTE.APROPRIARTE@GMAIL.COM OU NO ENDEREÇO : RUA DOUTOR HOMEM DE MELO, 961 – PERDIZES (PRÓXIMO A PUC/PERDIZES)

ATRAVÉS DOS FONES: 11.2935.5084 / 11.99198.5084 ou por este link:

https://docs.google.com/forms/d/1UoXpgpJLVX5uWaeU59tRdVLkLoD0y0Nns5wvMqXM0DA/viewform?ts=59c7b4b5&edit_requested=true

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s