XXI Sarau da Poesia Preta de Lá e de Cá

Warsan1

Depois do nosso último Sarau homenagear uma brasileira, pesquisadora, ativista e poeta, que marcou nossa história, e teve a vida brevemente interrompida pela misoginia, vamos nesse XXI Sarau da Poesia Preta: de Lá e de Cá com a poeta queniana e também ativista : Warsan Shire. Filha de somalis e criada em Londres, a escritora de 29 ficou mais conhecida após textos quase sussurrados por Beyoncé, entre algumas músicas, do álbum lacrador: Lemonade, 2016. Embora a fama da poeta tenha crescido com esse fato, Warsan Shire já estava bem longe de ser desconhecida. Ela venceu o Brunel University African Poetry Prize em 2013 e ganhou em 2014 o Young Poet Laureate for London, prêmio que antecipa jovens e promissores poetas. Com suas publicações chegou a conquistar perfil na New Yorker. Um de seus poemas mais conhecidos é “Home”, de 2009, onde fala sobre a situação do refugiado. O texto bombou na internet em 2015 com o ápice da crise dos refugiados na Europa. Leia um dos versos na tradução de Tomaz Amorim Izabel: “Você tem que entender que ninguém coloca seus filhos em um barco a menos que a água seja mais segura que a terra”. No mais, só somar conosco e conhecer mais de perto a história e a poética da Warsan Shire.